LG quer ter 25% do mercado global de televisores 3D

quinta-feira, 25 de março de 2010 12:53 BRT
 

SEUL (Reuters) - A LG Electronics, segunda marca mundial em televisores, disse nesta quinta-feira que quer vender aproximadamente 1 milhão de televisores 3D este ano e ter 25 por cento de fatia de mercado, juntando-se ao crescente número de empresas pelo mundo apostando que o segmento 3D será a nova febre tecnológica.

Muitos fabricantes esperam que a tecnologia seja como uma nova transição das TVs em preto e branco para imagens em cor, apesar da falta de conteúdo em 3D e necessidade de óculos especiais poderem manter as pessoas longe de tal tecnologia fora do cinema.

A empresa disse que deseja aumentar sua fatia de mercado mais agressivamente no setor 3D, esperando manter sua liderança contra a Sony e lutar contra a queda de preços com modelos mais sofisticados.

"Nosso objetivo é impulsionar a fatia de mercado em TVs 3D e você pode ver isso claramente, já que nossa meta de market share em 3D é 10 pontos percentuais acima das nossas metas de venda de TVs de LCD", disse a jornalistas Havis Kwon, vide-presidente da LG e chefe da divisão de LCD.

A LG, que compete com a também sul-coreana Samsung Electronics e a japonesa Sony, disse esperar que o mercado global de TVs 3D cresça cerca de 3,8 milhões de unidades este ano e para mais de 13 milhões em 2011.

A fabricante dos televisores Infinia apresentou TVs 3D com telas de LCD com retroluz LED de 22,3 milímetros de espessura e afirmou que seu modelo LX9500 de 47 polegadas custará cerca de 4,7 milhões de wons (4.134 dólares), incluindo dois pares de óculos.

A empresa quer ainda aumentar seu market share global em televisores de LCD para 15 por cento este ano, contra 11 por cento no ano passado e disse que vendeu cerca de 5,2 milhões de conjuntos em LCD no primeiro trimestre em uma meta de 25 milhões de conjuntos para 2010.

(Reportagem de Miyoung Kim)