BBC atende a preocupações de jornais e adia aplicativo

segunda-feira, 29 de março de 2010 16:00 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A rede britânica estatal de comunicação BBC adiou o lançamento de um aplicativo para celulares, como o iPhone da Apple, com notícias e informações sobre esporte gratuitas após jornais manifestarem preocupação em relação à concorrência direta do serviço.

A Newspaper Publishers Association (associação de mídia impressa) pediu ao corpo administrativo da BBC , o BBC Trust, que analise propostas que poderiam prejudicar esforços de concorrentes com seus próprios serviços móveis.

"É vital que essas propostas sejam analisadas corretamente para evitar qualquer impacto adverso sobre organizações de mídia comerciais", disse o diretor da associação, David Newell, nesta segunda-feira. "Estamos felizes que o BBC Trust tenha ouvido as preocupações da indústria e tomou ação para adiar o lançamento, planejado para abril".

O BBC Trust irá, agora, analisar as propostas. O fundo não divulgou um prazo, mas as discussões devem começar em uma reunião no final do próximo mês.

A BBC, que recebe 3,6 bilhões de libras (5,4 bilhões de dólares) por ano em taxas de licenciamento reservadas à rede de TV e pagas pelo contribuinte, tem recebido críticas do canal BSkyB e de outros concorrentes que sofrem com uma queda na receita de publicidade.

O empresário James Murdoch, visto hoje como herdeiro do império midiático de seu pai Rupert Murdoch, a News Corp, descreveu o tamanho e ambições da BBC como "assustador".

O volume de conteúdo gratuito já disponibilizado pela BBC na Internet dissuadiu muitos jornais de cobrarem por seu conteúdo na Web.

No começo do mês, a BBC indicou que estaria se retirando de algumas de suas operações comerciais para se focar nos seus principais negócios, cedendo a pressões de concorrentes há poucos meses de uma eleição geral que, quase certamente, irá resultar em um corte de gastos públicos.

(Reportagem de Georgina Prodhan)