UE quer ações mais duras contra sites de pornografia infantil

segunda-feira, 29 de março de 2010 16:12 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Europeia afirmou nesta segunda-feira que quer que seus países-membros concordem em bloquear o acesso a sites de pornografia infantil e imponham punições mais severas sobre pedófilos e gangues de tráfico humano.

"A pornografia infantil não se trata de uma questão de liberdade de expressão. É um crime horrendo. Não se trata de divulgar uma opinião", disse a comissária de Assuntos Internos da União Europeia, Cecilia Malmstrom.

"Pornografia infantil significa imagens de crianças sofrendo abuso sexual. Visualizar ou baixar pornografia infantil na Internet leva a mais crianças sendo alvo de violência para produzir essas imagens", disse Cecilia em entrevista coletiva.

A comissão, braço executivo da UE, propõe um pacote de medidas para fortalecer a luta contra a pornografia infantil no bloco europeu, incluindo a conciliação dos processos criminais contra pedófilos e grupos de tráfico humano, além de punições mais severas para réus primários ou não.

A comissão afirmou que a ocorrência de algumas formas de violência sexual está aumentando e que o número de sites de pornografia infantil está crescendo, com cerca de 200 imagens sendo publicadas todos os dias.

(Reportagem de Sangeeta Shastry)