Jornalistas estrangeiros na China fecham site após ataque

segunda-feira, 5 de abril de 2010 08:50 BRT
 

PEQUIM, 5 de abril (Reuters) - O Clube de Correspondentes Estrangeiros da China afirmou nesta sexta-feira que fechou seu site após uma série de ataques sofridos pela página. O anúncio ocorreu dias depois da descoberta de invasão de contas do serviço de webmail do Yahoo pertencentes a alguns jornalistas estrangeiros que cobrem o país.

"Não sabemos quem está por trás dos ataques ou o que os motivava", disse o conselho do clube em um comunicado via email, explicando a decisão de fechar temporariamente o site após dois dias de ataques "persistentes".

O clube rastreou o ataque a endereços de IP tanto na China como nos Estados Unidos, mas acrescentou que essas máquinas podem ter sido controladas por hackers em outras localidades.

O ataque foi o mais recente em uma série de incidentes que trouxe à luz a vulnerabilidade na Internet de pessoas ou grupos cujo trabalho possa gerar receios na China.

Contas de email Yahoo de alguns jornalistas e ativistas cujo trabalho se relaciona com a China foram também comprometidas em um ataque descoberto esta semana, com alguns usuários ainda sem acesso a suas contas, segundo afirmaram grupos de direitos humanos e de correspondentes estrangeiros.

A recente decisão do Google de redirecionar seus serviços de busca em chinês para fora da China veio depois que a empresa afirmou que descobriu que foi vítima de um "sofisticado ataque cibernético realizado da China", com contas do Gmail de dezenas de ativistas ligados ao país sendo alvo de invasão.

O governo chinês disse que condena ataques pela Internet e que afirmou que não está por trás dos ataques aos usuários dos serviços do Google. Alguns analistas, contudo, diz que tais ataques possuem sinais de uma organização sofisticada.