Divisão de TVs da Panasonic mostra lucro no 1o trimestre--jornal

quarta-feira, 7 de abril de 2010 09:19 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - As operações de televisão da Panasonic provavelmente geraram seu primeiro lucro operacional em seis trimestres, no período de janeiro a março, em função das fortes vendas de televisores de tela plana, reportou nesta quarta-feira o jornal japonês Nikkei.

A Panasonic, quarta maior fabricante mundial de televisores, atrás da Samsung Electronics, LG Electronics e Sony, também parece ter superado sua meta de elevar em 50 por cento as vendas de televisores, para 15,5 milhões de unidades, no ano fiscal encerrado em 31 de março, segundo o jornal.

Os consumidores se apressaram para adquirir TVs de tela plana antes que os incentivos oferecidos pelo governo japonês para estimular a demanda por eletrodomésticos menos prejudiciais ao meio ambiente expirassem, este mês, afirmou o Nikkei.

As vendas dos televisores de plasma e LCD da marca Viera, da Panasonic, também foram fortes na América do Norte, China, Sudeste Asiático e outros mercados emergentes.

Makoto Uenoyama, diretor executivo da Panasonic, anunciou no começo de fevereiro que a divisão de TVs teria prejuízo operacional de bilhões de ienes no primeiro trimestre, depois do prejuízo de mais de 10 bilhões de ienes (106,6 milhões de dólares) registrado no trimestre anterior.

A empresa, no entanto, deve registrar lucro de alguns bilhões de ienes no primeiro trimestre.

Akira Kadota, porta-voz da Panasonic, informou que as vendas de modelos de televisores de tela plana recentemente lançados se mostraram saudáveis e que o mercado como um todo havia se recuperado, mas não quis comentar sobre os resultados antes da data de anúncio oficial, 7 de maio.

A Panasonic deve reportar prejuízo líquido de 117,5 bilhões de ienes no ano fiscal encerrado em março, de acordo com a projeção média de 18 analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S. A estimativa é melhor que a oferecida pela empresa, de prejuízo de 140 bilhões de ienes.

No mês passado, Fumio Ohtsubo, presidente da Panasonic, informou que a divisão de TV sairia do vermelho neste ano fiscal, depois de dois anos consecutivos de prejuízos, ajudada por medidas de corte de custos e pelo lançamento de televisores 3D.

(Reportagem de Nathan Layne)