TV 3D enfrentará teste mundial na Copa do Mundo

quinta-feira, 8 de abril de 2010 16:58 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Centenas de milhares de torcedores de futebol devem experimentar pela primeira vez assistir a um jogo ao vivo em 3D durante a Copa do Mundo deste ano, a vasta maioria dos quais em cinemas e não em casa, de acordo com a Fifa, a organização que comanda o futebol mundial.

Com a parceira Sony, a Fifa planeja oferecer 25 partidas da Copa do Mundo com a tecnologia de imersão 3D tornada popular nos cinemas pelo sucesso do filme Avatar, e que deve chegar aos lares dos telespectadores este ano.

Os telespectadores equipados com televisores 3D e moradores de países nos quais a rede responsável pela transmissão da Copa também conta com capacidade 3D poderão ver os jogos dessa maneira em casa, se a necessidade de utilizar óculos especiais não os desanimar.

No momento, Disney, via ESPN nos Estados Unidos, Sogecable na Espanha e SBD na Coreia do Sul detêm direitos de transmissão em 3D. Novos acordos nesse sentido devem ser anunciados "em breve", disse Niclas Ericson, diretor de TV da Fifa.

Em alguns países, assistir em casa pelo sistema 3D não será possível. Por exemplo, no Reino Unido apenas a BSkyB terá um canal 3D em operação antes do início da Copa do Mundo, em junho, mas os direitos de transmissão são detidos pela ITV e pela rede pública de TV BBC.

Perguntado em um evento de mídia em Londres, na quinta-feira, sobre o número de telespectadores da Copa do Mundo que devem assistir aos jogos ao vivo em 3D, Ericson disse que "esperamos que ao menos algumas centenas de milhares por partida", acrescentando que a maior parte dessa audiência provavelmente será registrada em salas de cinema.

Os direitos de transmissão para salas de cinema e outros complexos de entretenimento estão sendo geridos pela Aruna Media, da Suíça, que planeja transmitir ao vivo em 3D para 26 países, e está em estágio avançado de negociações com diversos mercados importantes, segundo a Fifa e a Sony.

A gigante japonesa dos eletrônicos espera que o torneio desperte o apetite dos telespectadores pelos televisores 3D, que ainda estão na infância, com diversas tecnologias concorrentes e poucos aparelhos vendidos. A companhia planeja exibir trailers promovendo o sistema 3D em milhares de lojas de eletrônicos em todo o mundo.