Partido Trabalhista britânico demite candidato por 'tweet'

sexta-feira, 9 de abril de 2010 17:39 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O Partido Trabalhista britânico demitiu um candidato ao Parlamento nesta sexta-feira por ter publicado comentários ofensivos no Twitter, envergonhando o primeiro-ministro Gordon Brown, a semanas de uma eleição.

O candidato do distrito escocês de Moray, Stuart MacLennan, publicou comentários com palavrões sobre seu partido e sobre políticos da oposição, além de celebridades e pessoas locais no serviço de microblog.

"Um candidato errou. É inaceitável. Esse candidato precisa renunciar ... Não podemos ter candidatos do Partido Trabalhista expressando essas opiniões", disse Brown a jornalistas durante evento de campanha.

"Ele não será candidato pelo Partido Trabalhista", acrescentou.

Um porta-voz do Partido Trabalhista escocês afirmou que MacLennan foi demitido como candidato pela constituinte "pelo linguajar totalmente inaceitável com que se expressou online".

"Sobre os comentários como um todo, o Partido Trabalhista Escocês está indignado por seu conteúdo e o Secretário Geral do Partido Trabalhista Escocês decidiu suspender sua filiação ao Partido Trabalhista", disse.

MacLennan é a primeira baixa da campanha lançada na terça-feira pelo primeiro-ministro para as eleições, marcadas para 6 de maio.

(Reportagem de Adrian Croft e Tim Castle)