Palm contrata consultores para avaliar opções--fonte

segunda-feira, 12 de abril de 2010 14:12 BRT
 

Por Anupreeta Das e Franklin Paul

NOVA YORK, 12 de abril (Reuters) - A Palm contratou bancos como conselheiros para avaliar opções viáveis, incluindo a venda da companhia, cujas vendas de smartphones foram fortemente afetadas por rivais como iPhone e Blackberry.

A Palm, cujas ações saltaram mais de 20 por cento nesta segunda-feira, contratou o Goldman Sachs e o banco de investimentos de Frank Quattrone, Qatalyst Partners, de acordo com uma fonte que pediu anonimato.

As alternativas incluem o investimento em capital adicional ou a tentativa de obter um acordo de licença para o seu sistema operacional WebOS, segundo a fonte.

Os candidatos a uma oferta devem pagar, provavelmente, mais de 1 bilhão de dólares pela Palm, considerando seu valor de mercado, de 870 milhões de dólares, conforme a cotação de fechamento na sexta-feira, e o adicional médio de 30 por cento por se tratar de uma empresa de tecnologia, de acordo com banqueiros. O comprador também teria custos adicionais de integração.

Ainda assim, o valor ficará bem abaixo do que a Palm valeria no ano passado, na ocasião do lançamento do aparelho Pre. Nos últimos seis meses, as ações da companhia deficitária despencaram 69 por cento e seu valor de mercado recuou ante os cerca de 2,4 bilhões de dólares anteriores.

Atualmente, a Elevation Partners, empresa de private equity que tem o vocalista do U2, Bono Vox, entre seus sócios, controla cerca de 30 por cento da Palm.

Porta-vozes da Palm na Europa, do Goldman Sachs e da Elevation se recusaram a comentar o assunto, enquanto a Palm nos Estados Unidos e a Qatalyst não retornaram imediatamente as tentativas de contato.