Navegador da Opera chega ao iPhone e amplia participação

terça-feira, 13 de abril de 2010 09:45 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINKI (Reuters) - A Apple aceitou a distribuição do navegador da Opera Software para o seu iPhone depois de uma longa revisão, abrindo um mercado novo e potencialmente lucrativo que a empresa até o momento protegia fortemente.

Existem numerosas versões do navegador da própria Apple na App Store, mas a norueguesa Opera é a primeira rival a ganhar acesso ao iPhone.

A Opera solicitou em 23 de março licença para distribuir seu navegador para celulares no iPhone, e o programa começou a ser oferecido aos consumidores para download nesta terça-feira, três semanas mais tarde. Usualmente, o processo de aprovação demora no máximo uma semana, de acordo com programadores.

Analistas afirmaram que foi uma decisão difícil para a Apple --cuja loja de aplicativos é a única forma de distribuir software aos usuários do iPhone-- porque a função de navegação na Internet é crucial para o sucesso do iPhone.

"Neste universo, é preciso cuidado na escolha das batalhas que você trava," disse John Strand, presidente-executivo da Strand Consult.

"A Apple com certeza sabe que a Opera é a companhia que venceu a grande batalha judicial contra o navegador da Microsoft, e provavelmente não queria entrar em combate contra ela," disse Strand.

A Opera comandou a batalha em Bruxelas contra a integração promovida pela Microsoft entre seu sistema operacional Windows e o navegador Internet Explorer, que terminou com a Microsoft obrigada a oferecer uma tela de seleção de navegador em 200 milhões de computadores europeus.

O navegador da Opera promete velocidades de download até seis vezes mais rápidas que o da Apple, e uma redução de até 90 por cento no tráfego de dados.

O forte tráfego de dados gerado pelos celulares iPhone vem causando fortes problemas nas redes de muitas operadoras de telefonia móvel.

Analistas afirmam que o acesso ao iPhone teria pouco impacto direto nos negócios da Opera, mas que esta é uma vitória importante em termos de marca.

 
<p>Steve Jobs fala sobre iPhone OS4. A Apple aceitou a distribui&ccedil;&atilde;o do navegador da Opera Software para o seu iPhone depois de uma longa revis&atilde;o, abrindo um mercado novo e potencialmente lucrativo que a empresa at&eacute; o momento protegia fortemente.08/04/2010.REUTERS/Robert Galbraith</p>