Samsung investigará segurança em suas fábricas de chips

quinta-feira, 15 de abril de 2010 08:55 BRT
 

KIHEUNG, Coreia do Sul, 15 de abril (Reuters) - A Samsung Electronics informou que divulgará relatórios independentes em resposta a alegações de que materiais tóxicos utilizados na fabricação de chips podem ter causado câncer em alguns de seus funcionários.

A maior fabricante de chips de memória do mundo tem sido pressionada por grupos sociais para que assuma a responsabilidade pelos incidentes, reportados até o final do ano 2000 e para os quais uma investigação governamental foi conduzida em 2007 e 2008.

A investigação concluiu que não havia qualquer irregularidade nas fábricas da Samsung.

Nesta quinta-feira, a companhia afirmou que 22 funcionários que trabalharam na fábrica de chips foram diagnosticados com leucemia ou linfoma e, entre 1998 e 2010, 10 deles morreram de câncer.

A Samsung disse que os químicos utilizados durante a produção de chips em suas fábricas não causaram a doença.

Embora alguns dos funcionários afetados recebam apoio do governo, nenhum deles entrou com processos diretamente contra a empresa.

"Lamentamos muito as perdas de pessoas queridas... e temos colaborado ativamente com as investigações epidemiológicas, que concluíram não haver propagação de radiação", disse o presidente da unidade de memória da Samsung, Cho Soo-in.

"Mas acho que deveríamos ter feito isso (comunicar o público) antes, para impedir que a especulação aumentasse", acrescentou.

(Por Miyoung Kim)