Nova tecnologia japonesa permite escanear livros em segundos

sexta-feira, 16 de abril de 2010 12:23 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - Folhear um livro não parece ser a melhor forma de escaneá-lo, mas um grupo japonês de pesquisa da Universidade de Tóquio criou um software que permite que centenas de páginas sejam escaneadas em minutos.

Escanear papel costuma ser um processo entediante, com cada página precisando ser inserida em um escaner plano, mas o grupo liderado pelo professor Masatoshi Ishikawa usa uma câmera de alta velocidade que captura 500 imagens por segundo para escanear páginas à medida em que elas são folheadas.

Os scanners normais somente conseguem a informação que está diante deles na página. O novo scanner em desenvolvimento é capaz de ajustar as deformações feitas na imagem das páginas que estão sendo folheadas.

"Ele tira uma foto do formato, realiza o cálculo e utiliza esse cálculo para escanear", disse Ishikawa, explicando o sistema usado para reconstruir a página original.

"Como ele pode filmar enquanto absorve o formato, é muito fácil capturar a página que está sendo escaneada e salvá-la como uma cópia normal".

O atual sistema é capaz de escanear, em média, de 200 a 250 páginas em pouco mais de 60 segundos usando um hardware básico de computador disponível em qualquer loja.

Ainda que exija mais tempo para processar as imagens escaneadas, os pesquisadores esperam, eventualmente, tornar a tecnologia mais rápida.

"Em um futuro mais distante, uma vez que seja possível inserir esse processo em um chip e colocá-lo em um iPad ou iPod, uma pessoa pode fazer o scan usando somente esse chip. Nesse ponto, será possível escanear algo rapidamente e salvar para leitura posterior", disse Ishikawa à Reuters, apontando que uma versão comercial do sistema pode estar disponível em dois ou três anos.

(Reportagem de Chris Meyers)