Proibição de tráfego aéreo incentiva videoconferência, diz Cisco

segunda-feira, 19 de abril de 2010 16:37 BRT
 

OSLO/LONDRES (Reuters) - A indústria de videoconferência está recebendo um impulso com a interrupção do tráfego aéreo na Europa, provocado por um vulcão na Islândia, afirmou a Cisco Systems nesta segunda-feira.

"Estamos vendo um enorme aumento na utilização", afirmou o diretor do grupo de tecnologias de telepresença da Cisco, Fredrik Halvorsen.

Grandes partes da Europa mantinham nesta segunda-feira, pelo quinto dia consecutivo, proibição de tráfego aéreo por causa do enorme volume de cinzas liberado por um vulcão na Islândia. A interrupção tem gerado o pior caos aéreo desde os ataques de 11 de setembro.

A Cisco tornou-se a maior fabricante de equipamentos para videoconferência do mundo nesta segunda-feira, com a conclusão da aquisição da Tandberg, anunciada em outubro passado, por 3,3 bilhões de dólares. A empresa já é a maior fabricante mundial de equipamentos de rede.

O presidente-executivo da Videoworks, Even Zimmer, afirmou que o vulcão vai fazer empresas perceberem as vantagens da tecnologia de videoconferência.

(Por Richard Solem e Paul Sandle)