Novas regras da UE permitem que marcas bloqueiem vendas online

segunda-feira, 19 de abril de 2010 19:19 BRT
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - Donas de marcas famosas convenceram a Comissão Europeia a permitir que bloqueiem sites de vendas sem loja física para que não distribuam seus produtos, alegando uma necessidade de proteger sua imagem.

Mas o eBay e grupos de consumidores afirmam que a nova regra pode prejudicar o comércio online no momento em que a Comissão busca promover esse mercado.

A cláusula faz parte de novas regras que a Comissão irá adotar na terça-feira, substituindo as leis atuais que isentam os acordos entre fabricantes e distribuidoras das rigorosas regras de concorrência da União Europeia, caso concordem com certas exigências.

As empresas --geralmente donas de marcas de luxo-- argumentam que a nova regra ajuda a evitar a ação de aproveitadores, empresas concorrentes que podem se beneficiar de sua publicidade sem custo.

"A provisão permite que a indústria do luxo proteja seus investimentos em lojas físicas", disse o advogado de diversas das empresas, Antoine Winkler.

Já um advogado do eBay afirma que o órgão executivo da UE poderia ter feito mais para promover o comércio online.

"A Comissão poderia ter sido mais audaciosa e confiado mais nos consumidores de hoje e como usam diferentes meios de compras de formas complementares", disse o advogado antitruste Stephan Kinsella.