Ações da Palm despencam após renúncia de chefe de software

segunda-feira, 19 de abril de 2010 20:31 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - As ações da Palm despencaram nesta segunda-feira devido à renúncia do chefe de seu sistema operacional para celular e a sinais de que a venda da fabricante de smartphones não ocorra tão cedo quanto alguns esperam.

Os papéis chegaram a cair 11,6 por cento na primeira sessão após o vice-presidente de Software e Serviços da Palm, Michael Abbott, pedir demissão da fabricantes dos aparelhos Pre e Pixi.

Abbott, ex-gerente da Microsoft, foi contratado pela Palm em 2008 para chefiar a criação de seu software Palm webOS.

Ele deve deixar a companhia no final da semana.

"Estamos preocupados com a partida de Abbott, uma vez que ele era o principal responsável pelo Palm webOS, um dos poucos ativos remanescentes da empresa", disse o analista da CL King & Associates, Lawrence Harris.

O Palm webOS é a principal razão, segundo analistas, --muito mais que as patentes ou relacionamentos da Palm com operadoras-- para que escolhessem comprar uma fabricante de smartphones que perde dinheiro e que contratou banqueiros para explorar suas opções, inclusive de venda da companhia.

(Reportagem de Franklin Paul em Nova York, Sinead Carew em Dublin e Manasi Phadke em Bangalore)