Sony vai mostrar partidas de beisebol online via console PS3

quinta-feira, 22 de abril de 2010 09:38 BRT
 

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Sony vai levar o beisebol aos lares norte-americanos por meio de seu console de videogame PlayStation 3, intensificando a competição pela posição de polo digital do entretenimento doméstico.

A Sony não só está reforçando sua rivalidade com o console Xbox 360, da Microsoft, como se posicionando como desafiante diante das operadoras de TV a cabo e via satélite que há muito dominam as transmissões esportivas dirigidas aos telespectadores norte-americanos.

"Trata-se de uma das maiores jogadas que estamos propondo para o PS3, e não será a última; temos muitas outras negociações em curso," disse Peter Dille, vice-presidente sênior da Sony Computer Entertainment America.

A Sony, que conta com uma base instalada de 12 milhões de consoles PS3 nos Estados Unidos, oferecerá jogos em alta definição por meio da MLB TV, um serviço online por assinatura operado pela Major League Baseball que já está disponível para computadores e celulares inteligentes.

A MLB cobra 25 dólares por mês ou 120 dólares por ano por uma assinatura premium.

A Sony criou uma interface personalizada para sua oferta, e os usuários poderão optar entre partidas que estão sendo transmitidas ao vivo ou jogos arquivados. O PS3 oferece a funcionalidade de um gravador digital de vídeo, permitindo que os usuários pausem, recuem ou avancem imagens ou que saltem para um determinado ponto de qualquer um dos jogos contidos no sistema.

No entanto, eles não poderão assistir ao vivo às partidas dos times no mercado em que residem, em respeito à chamada "regra de blecaute."

Os usuários do PS3 terão de aderir ao serviço gratuito PlayStation Network (PSN) para acessar a MLB.TV. A PSN tem 20 milhões de membros na América do Norte.

Sony e Microsoft vêm se enfrentando pelo controle do entretenimento caseiro em outras áreas além dos videogames, e oferecem programas, filmes e vídeos por meio de suas redes para assinantes, a PSN e a Xbox Live.

As duas oferecem filmes via Netflix e estão em busca de acordos que possam ajudar a transformar seus consoles de videogames em polos de distribuição de conteúdo.