Nokia corta preços e adia lançamento de novo sistema--fontes

sexta-feira, 23 de abril de 2010 15:06 BRT
 

HELSINQUE (Reuters) - A Nokia cortou os preços de seus celulares esta semana, chegando a descontos de até 10 por cento para alguns modelos de smartphones, segundo dados aos quais a Reuters teve acesso.

A companhia vem enfrentando dificuldades na luta contra suas novas concorrentes no mercado de celulares sofisticados, Apple e RIM, e vê o preço como sua melhor arma para manter aposição de líder de mercado, de acordo com analistas.

A empresa também adiou a renovação do Symbian, seu sistema operacional para aparelhos móveis, do segundo trimestre para a segunda metade do ano, segundo disseram duas fontes à Reuters.

Rumores sobre o possível adiamento têm circulado há dias e, para analistas, isso deve prejudicar as projeções da Nokia para o segundo trimestre.

Um porta-voz da Nokia não comentou o assunto.

A Nokia normalmente afirma que alterações nos preços de seus produtos fazem parte de suas operações normais. A empresa, que é a maior fabricante de celulares do mundo, costuma fazer cortes nos preços da maioria de seus aparelhos algumas vezes ao longo do ano.

As maiores reduções foram nos preços de alguns modelos da série E, uma vez que a empresa planeja abrir espaço em seu portfólio para novos modelos mais simples, que devem ser lançados nos próximos meses.