Senadores pedem que Facebook melhore política de privacidade

terça-feira, 27 de abril de 2010 18:01 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Quatro senadores norte-americanos manifestaram preocupação nesta terça-feira com as mudanças na política de privacidade do Facebook, e um chegou a pedir que reguladores criem normas de privacidade para redes sociais.

Os senadores Charles Schumer, Michael Bennet, Mark Begich e Al Franken se opõem às recentes alterações que tornaram públicas informações como cidade de residência, cidade de nascimento, interesses e amigos. Antes das mudanças, essas informações estavam disponíveis apenas a amigos adicionados na rede social.

Os parlamentares também protestam contra mudanças que permitiriam que anunciantes externos do Facebook armazenem dados sobre usuários por mais de 24 horas.

Eles manifestaram preocupação com as alterações que permitiriam o uso de funções do Facebook em outros sites como CNN.com, Pandora e ESPN para compartilhar conteúdo desses sites com amigos na rede social.

"Estamos preocupados, no entanto, que essa ferramenta permitirá que terceiros, parceiros do Facebook, tenham acesso não apenas às informações públicas do perfil do usuário como também à lista de amigos do usuário e as informações públicas sobre esses amigos", diz a carta dos senadores.

No documento, enviado ao presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, os parlamentares alertam que a Comissão Federal de Comércio deve analisar o caso.

O Facebook tem cerca de 400 milhões de usuários.

(Reportagem de Diane Bartz)