Fragilidades da Samsung com smartphones podem prejudicar ganhos

sexta-feira, 30 de abril de 2010 09:44 BRT
 

Por Miyoung Kim e Rhee So-eui

SEUL (Reuters) - Por quanto tempo mais pode durar a temporada perfeita da Samsung Electronics?

Os investidores da Samsung, maior fabricante mundial de chips de memória e televisores de telas planas, podem desconsiderar a questão enquanto o grupo sul-coreano continua repetidamente a superar as estimativas devido ao aquecimento de vendas em suas principais áreas de atuação, em meio à recuperação econômica mundial.

No entanto, os rápidos investimentos das principais companhias de chips e a fraca posição da Samsung no lucrativo mercado de celulares inteligentes dominado pela Apple e pela Research in Motion podem estragar a festa da companhia.

"A Samsung e outros fabricantes não conseguirão entrar com facilidade no segmento de aparelhos de alto custo, que Apple e RIM dominam e no qual obtêm margens de mais de 40 por cento. Com isso, a Samsung não terá um céu azul," disse Kim Woo-jung, administrador de fundos na LS Asset Management, que detém ações da Samsung.

A companhia e sua rival sul-coreana LG Electronics dominam juntas mais de 30 por cento do mercado mundial de celulares, mas sua participação no aquecido mercado de celulares inteligentes é de menos de 5 por cento.

Esta semana, a Motorola superou as expectativas de lucro com a demanda superior à esperada por celulares inteligentes, enquanto as ações da Nokia, a maior fabricante mundial de celulares, caíam em 14 por cento depois que ela reduziu suas projeções de lucro.

A Samsung previu resultados recordes para o segundo trimestre, na quarta-feira, e pretende ampliar acentuadamente seus investimentos de capital, enquanto os consumidores elevam suas compras de aparelhos e eletrodomésticos, gerando uma forte recuperação setorial que beneficiou empresas como Intel e IBM.

A diversificada carteira de produtos da Samsung, que varia de chips e LCDs a produtos completos, como celulares, televisores e eletrodomésticos, ajudou a companhia a superar suas rivais em termos de crescimento de lucro.