Lucro da Thomson Reuters cai no 1o tri, mas bate estimativas

terça-feira, 4 de maio de 2010 14:50 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A fornecedora de notícias e dados Thomson Reuters anunciou queda no lucro trimestral nesta terça-feira, refletindo os efeitos da extensa crise financeira sobre as vendas a seus clientes corporativos e do setor legal.

A companhia reiterou que as vendas líquidas irão se fortalecer em 2010, e que a receita poderá crescer novamente no segundo semestre.

"A tentativa de recuperação em nossas vendas líquidas que começamos a ver na segunda metade de 2009 ficou firme e acelerou no primeiro trimestre de 2010", disse o presidente-executivo da Thomson Reuters, Tom Glocer, em comunicado.

A empresa teve lucro de 555 milhões de dólares no primeiro trimestre, queda de 6 por cento contra um ano antes.

O lucro ajustado por ação caiu para 0,36 dólar, ante 0,40 dólar em igual intervalo de 2009, mas bateu a média das estimativas de analistas de ganho de 0,31 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita foi de 3,14 bilhões de dólares, contra expectativa média de analistas de 3,11 bilhões de dólares. Excluindo o impacto de variações cambiais, a receita trimestral recuou 2 por cento.

A receita ficou estável na divisão Markets, que atende a clientes da indústria financeira e compete com empresas como Bloomberg e News Corp.

Na divisão Professional, a receita subiu 2 por cento. Essa área vende bases de dados e outras informações a advogados, contadores, cientistas e profissionais do ramo de saúde.

A receita da divisão Markets depende prioritariamente de contratos de longo prazo. A crise financeira levou a uma leva demissões nos bancos e ao cancelamento de terminais de informações financeiras.   Continuação...