Lucro trimestral da Nintendo sobe, mas recua no ano fiscal

quinta-feira, 6 de maio de 2010 09:46 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Nintendo anunciou seu primeiro crescimento de lucro trimestral em mais de um ano, ajudada pelo lançamento de um jogo popular, mas previu um segundo ano consecutivo de lucros menores, com a desaceleração nas vendas de seu console Wii.

A Nintendo aproveitou a forte demanda pelo Wii e pelo sistema portátil DS de videogames para registrar três anos consecutivos de lucro recorde, até março de 2009, mas perdeu um pouco de seu ímpeto no ano passado, quando Sony e Microsoft reduziram os preços de seus consoles e reforçaram sua oferta de software.

Além da concorrência de outras empresas de videogames, o iPhone, da Apple, e outros celulares inteligentes estão começando a representar ameaça, por oferecerem funções de jogo cada vez mais sofisticadas, e com o desenvolvimento de jogos para eles por grandes produtores de software.

A Nintendo, criadora dos jogos Super Mario, antecipa uma queda de seu lucro operacional da ordem de 10 por cento, para 320 bilhões de ienes (3,41 bilhões de dólares) no ano fiscal que se encerrou em março de 2011, refletindo sua suposição de que as vendas do Wii cairão em 12 por cento, para 18 milhões de unidades.

As projeções da empresa ficam aquém do consenso de um lucro de 349,5 bilhões de ienes, em uma pesquisa com 22 analistas conduzida pela Thomson Reuters I/B/E/S.

"A projeção da empresa é inferior ao consenso, mas é conservadora e está dentro das suposições do mercado," disse Mitsushige Akino, diretor geral de fundos da Ichiyoshi Investment Management. "Não creio que causará impressão negativa ao mercado."

A Nintendo planeja lançar um novo console portátil de videogame que permita que os jogadores utilizem jogos 3D sem óculos especiais, até março de 2011, o que despertou entre os investidores a esperança de que o presidente Satoru Iwata possa recriar o sucesso do DS e do Wii.

A empresa antecipa que suas vendas do modelo DS em 2010/1, que incluem as vendas do novo modelo 3D, cujo nome provisório é "3DS," atinjam os 30 milhões de unidades, 10,7 por cento acima do ano fiscal precedente.

(Por Kiyoshi Takenaka)