Lucro da Electronic Arts supera previsões, mas não é suficiente

quarta-feira, 12 de maio de 2010 07:27 BRT
 

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - Os resultados da produtora de videogames Electronic Arts superou as estimativas de analistas devido às boas vendas do jogo "Battlefield: Bad Company 2", mas suas ações caíram logo depois do anúncio, já que investidores esperavam um desempenho ainda melhor.

A empresa reafirmou na terça-feira suas projeções para o atual trimestre e para o ano como um todo, mas disse que pouco mudou nos últimos três meses para levar a empresa a alterar suas metas, que alguns em Wall Street consideram conservadoras.

O vice-presidente financeiro da EA, Eric Brown, disse que a companhia teve um bom trimestre, mas que o enfraquecimento das moedas europeias e a volatilidade do mercado como um todo foram fatores que influenciaram a decisão de manter as mesmas projeções.

"Estamos refletindo um mercado em baixa, o que é uma boa notícia, mas em termos de projeções gerais, continuamos cautelosos", disse em entrevista à Reuters.

A EA tem tido dificuldades em prolongados esforços para reverter sua situação em meio à brutal queda nas vendas da indústria de videogames. A empresa cortou funcionários e diminuiu seu portfólio de jogos.

A Electronic Arts conta com séries famosas como o jogo de futebol americano "Madden", o game oficial da Fifa e a franquia "Need for Speed", mas analistas afirmam que a produtora ainda não tem um blockbuster nas proporções do jogo "Call of Duty", por exemplo, que ajudou sua concorrente Activision Blizzard a sair do prejuízo.

As ações da EA chegaram a cair 3,7 por cento no pregão after-market, após fechar a sessão em alta de 3 por cento.

O lucro líquido da empresa cresceu para 30 milhões de dólares, ou 0,09 dólar por ação, no quarto trimestre do exercício social encerrado em 31 de março, ante prejuízo de 42 milhões de dólares, ou 0,13 dólar por ação, registrado um ano antes.

Excluindo itens, a EA lucrou 0,07 dólar por ação, acima dos 0,05 dólar por ação esperados por analistas, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Já sua receita cresceu 14 por cento, para 979 milhões de dólares. Excluindo itens, a receita da EA foi de 850 milhões de dólares, ante 836,5 milhões previstos por Wall Street.