Huawei diz estar aberta a aquisições, mas sem alvo imediato

quarta-feira, 19 de maio de 2010 09:37 BRT
 

Por Jean Yoon e Melanie Lee

XANGAI (Reuters) - A chinesa Huawei Technologies , segunda maior fabricante mundial de equipamentos para redes móveis, está aberta a aquisições mas não tem um alvo específico no momento, disse um executivo do grupo nesta quarta-feira.

Ken Hu, vice-presidente de marketing da Huawei, disse durante o Reuters Global Technology Summit que a empresa vai considerar a "integração transcultural" ao tomar decisões, mas descartou como "boato" a potencial aquisição da Alcatel Lucent.

"Quando pensamos em realizar uma aquisição, devemos pensar sobre nossa capacidade de consolidar o novo negócio e se poderemos administrá-lo bem, especialmente o elemento transcultural," disse Hu.

Ao contrário de seus concorrentes, a Huawei registrou um avanço de mais de 100 por cento em seu lucro em 2009 e projetou forte crescimento da receita em 2010, sob o estímulo de uma ambiciosa campanha de exportações e dos fortes gastos com telefonia móvel de terceira geração (3G) em seu mercado de origem.

Ainda que Hu tenha deixado claro que a Huawei não tem alvos no momento, ele enfatizou a atitude aberta da empresa e sua situação financeira saudável no que tange a aquisições.

"A Huawei está em situação financeira muito saudável. Crescimento de receita muito forte, crescimento no lucro e fluxo de caixa muito forte," disse.

"Temos uma atitude aberta com relação às aquisições e, caso surja uma oportunidade, é uma possibilidade que não descartamos," acrescentou.

Analistas, que projetam 2 por cento de crescimento para o setor neste ano, disseram que as condições difíceis serão um catalisador para a consolidação do setor, com a líder de mercado, Ericsson, e a Huawei passando ilesas pela tempestade, mas a deficitária Alcatel, da França, possivelmente se tornando alvo de aquisição.

As ações da Alcatel dispararam em agosto do ano passado com os rumores de que poderia ser adquirida por uma companhia chinesa. A Huawei também negou o boato na ocasião.

"A Alcatel Lucent é uma companhia respeitável e no momento está se saindo muito bem, especialmente em fornecer uma excelente experiência de serviço ao usuário final," disse Hu.