Colômbia adverte para risco de ataque cibernético em eleições

sexta-feira, 21 de maio de 2010 20:41 BRT
 

BOGOTÁ (Reuters) - O ministro da Defesa colombiano, Gabriel Silva, denunciou nesta sexta-feira um plano de hackers para sabotar a apuração dos votos das eleições presidenciais de 30 de maio, assim como atacar a estrutura informática do país.

O funcionário lembrou que durante as eleições legislativas de março houve um caos na contagem e na entrega dos resultados, atribuído a um ataque de especialistas que conseguiram invadir a rede da Secretaria Nacional, órgão responsável pelos documentos civis da Colômbia.

"Não há fronteiras no mundo cibernético e os interesses terroristas infelizmente não têm fronteiras quando se trata de atacar o país também em sua infraestrutura informática", disse Silva a jornalistas.

"Detectamos que há esforços de hackers de outros países e em outras jurisdições que estão tentando afetar não apenas a Secretaria e o dia das eleições, mas invadir e afetar a segurança informática do país", disse.

Os colombianos irão às urnas em 30 de maio, e acredita-se que será o pleito presidencial mais concorrido na história recente do país.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)