News International lança na Inglaterra sites pagos do Times

terça-feira, 25 de maio de 2010 10:23 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A News International, da News Corp, lançou nesta terça-feira novos sites pagos para o Times of London e o Sunday Times, os primeiros grandes jornais a cobrarem os leitores pelo acesso online.

Os sites serão gratuitos pelas primeiras oito semanas para os usuários que se inscreverem. Após isso, os leitores terão que pagar 1 libra (1,44 dólar) por dia ou 2 libras por semana para ambos os jornais.

As assinaturas de sete dias para as versões impressas incluem o acesso à websites - www.thetimes.co.uk e www.thesundaytimes.co.uk - que substituem o site anterior Times Online unificado para as duas publicações.

O presidente-executivo da News Corp, Rupert Murdoch, tem defendido a causa da cobrança de notícias on-line, que os consumidores se acostumaram a ler gratuitamente, ajudados pelos serviços de busca como o Google News, o que contribuiu para uma queda nas receitas dos jornais.

Seu Wall Street Journal, juntamente com diários rivais como o "Financial Times", de propriedade de Pearson, já cobram pelo acesso online. O New York Times planeja começar a cobrar pelo acesso ao seu website no ano que vem.

Os sites do New York Times e do Sunday Times incluem conteúdo extra, como vídeos - alguns da BSkyB, na qual a News Corp tem uma participação de 40 por cento - e uma ferramenta que permite ao leitor ir diretamente para reservar bilhetes a partir de reviews de eventos culturais.

"Nós vamos continuar a acrescentar novos recursos para garantir que a inovação que tem sido fundamental para o Times por 225 anos continue no futuro", disse James Harding, editor do Times, em comunicado.

(Reportagem de Georgina Prodhan)