Oferta melhor da Telefónica por Vivo eleva ações da Portugal Tel

quarta-feira, 2 de junho de 2010 08:01 BRT
 

Por Elisabeth O'Leary e Andrei Khalip

MADRI/LISBOA (Reuters) - A oferta da Telefónica de 6,5 bilhões de euros pela participação na Vivo detida pela Portugal Telecom foi bem recebida pelo mercado e as ações da operadora portuguesa avançavam nesta quarta-feira com a expectativa de que um acordo seja mais provável após a melhora na proposta.

Depois de ter rejeitado a oferta anterior de 5,7 bilhões de euros, o conselho da Portugal Telecom informou no final da terça-feira que vai permitir aos acionistas decidirem sobre o aumento de 14 por cento no valor pela participação da empresa na Vivo.

Adicionando o que a Telefónica terá de pagar aos acionistas minoritários da Vivo, a operação deve custar 7,2 bilhões de euros.

Às 7h58 (horário de Brasília), as ações da Portugal Telecom exibiam alta de 2,15 por cento depois de terem disparado mais de 6 por cento mais cedo, enquanto as ações da Telefónica perdiam 1,6 por cento, em linha com o declínio do setor de telecomunicações europeu.

Apesar de analistas afirmarem que um acordo é mais provável assim que o assunto for colocado em votação pelos acionistas da Portugal Telecom, alguns sustentam que a Telefónica pode ter mais trabalho para conseguir o controle da Vivo, atualmente controlada pelas rivais ibéricas.

"As chances de uma transação melhoraram, mas o preço pode melhorar até a reunião dos acionistas da Portugal Telecom. Não excluímos que a Telefónica se movimente para mais próximo daquilo que estimamos ser o valor da participação na Vivo para a Telefónica, que é de 7,5 bilhões de euros", disse Georgios Ierodiaconou, analista do ING.

Analistas disseram que a decisão do conselho da Portugal Telecom de não fazer recomendação sobre a última oferta é uma tática de negociação para conseguir um pouco mais. A Portugal Telecom informou que vai continuar a negociar com a Telefónica até a realização da assembleia geral, que ainda não tem data marcada.

O objetivo da Telefónica é unir a Vivo às suas operações de telefonia fixa no Brasil, Telesp, mantendo seu poder competitivo no país em um momento em que o mercado brasileiro de telecomunicações ainda cresce, enquanto o europeu atingiu a maturação.   Continuação...