Portugal Tel marca assembleia para 30 de junho

sexta-feira, 4 de junho de 2010 12:19 BRT
 

LISBOA (Reuters) - A Portugal Telecom marcou para 30 de junho assembleia geral de acionistas sobre a oferta da Telefónica de compra da participação da empresa na Vivo por 6,5 bilhões de euros ou um eventual preço maior.

O conselho de administração da Portugal Telecom decidiu convocar a reunião de acionistas depois que a Telefónica aumentou sua oferta de 5,7 bilhões para 6,5 bilhões de euros.

A Portugal Telecom afirmou que a reunião extraordinária vai avaliar "o preço da atual oferta ou uma eventual proposta maior que possa ser oferecida".

A Telefónica quer comprar os 50 por cento que ainda não possui na Brasilcel, que tem cerca de 60 por cento da Vivo.

Acionistas da Portugal Telecom afirmaram esta semana que acreditam que o valor da participação da empresa na Vivo é maior do que o oferecido pela sócia espanhola na nova proposta, considerando o forte potencial de crescimento do mercado brasileiro onde a Vivo é a maior operadora celular.

A administração da Portugal Telecom tem resistido em vender sua participação na joint venture que mantém com a Telefónica e que controla a operadora brasileira porque o Brasil representa o único mercado externo de crescimento significativo.

A Telefónica, por sua vez, tem deixado claro que não desistirá da Vivo. O grupo espanhol chegou a ameaçar com uma aquisição completa da Portugal Telecom para alcançar esse objetivo.

Nesta sexta-feira, o premiê português, José Socrates, afirmou que a Portugal se beneficia do atual tamanho da Portugal Telecom e que a golden share que o governo tem na empresa, e que dá a Lisboa o poder de veto em decisões estratégicas, "existe para ser usada quando for necessário".

(Por Sérgio Gonçalves e Axel Bugge)