Vantagens de longo prazo tornam ações da Nokia uma barganha

segunda-feira, 7 de junho de 2010 10:08 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINKI (Reuters) - As ações da Nokia podem provar ser uma barganha para investidores pacientes, já que a posição de mercado e as oportunidades da empresa em longo prazo tiveram poucas mudanças, apesar de seus problemas com celulares inteligentes.

As ações da Nokia caíram em 30 por cento nos dois últimos meses, enquanto rivais como Apple e Google ganhavam terreno no segmento de celulares inteligentes, que conta com margens maiores.

Mas analistas começam a ver a forte queda como oportunidade de compra. A queda a cotações vistas pela última vez 12 anos atrás, quando a Nokia se tornou a maior fabricante mundial de celulares, resultou em baixa de 9 por cento no índice europeu de tecnologia.

Investidores e analistas apontam para a posição de liderança da Nokia nos mercados emergentes e para sua forte rede de produção e vendas como vantagens importantes para a companhia.

A Nokia vende mais celulares que suas três rivais mais próximas combinadas, e sua chegada antecipada a mercados de rápido crescimento na Ásia e África lhe garantiu participações de mercado superiores a 50 por cento em muitos países, uma posição que os rivais da companhia enfrentam dificuldades para desafiar.

"Deveríamos considerar seriamente agora uma compra dessas ações, à espera de uma grande recuperação em 2011. Elas oferecem valor verdadeiro em longo prazo," afirmou Richard Windsor, especialista em tecnologia na Nomura, em nota a clientes.

As ações da Nokia estão sendo negociadas a 10,3 vezes seu lucro projetado para 2011, de acordo com dados da Thomson Reuters, um múltiplo 21 por cento inferior à média de seus rivais mundiais.

A empresa também pagou dividendo de 0,40 euro por ação no último ano fiscal, e esse valor deve aumentar nos próximos anos, o que representa nível de dividendo de 5 por cento --uma raridade no setor de tecnologia, em que muitas empresas nem chegam a oferecer dividendos aos acionistas.

"Creio que, para quem puder aguentar um ano ou mais, a Nokia oferece equilíbrio muito favorável entre risco e recompensa, e investir nela deveria ser seriamente considerado," acrescentou Windsor.