Adobe diz que Flash está avançando no mercado de smartphones

quinta-feira, 10 de junho de 2010 09:54 BRT
 

Por Sue Zeidler

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Adobe Systems prevê que o Flash Player estará instalado em mais de 250 milhões de celulares inteligentes até o final de 2012, apesar da Apple ter impedido que produtores de software utilizem a tecnologia de multimídia no iPhone.

A disputa entre Apple e Adobe emergiu em meio a um período de forte expansão no mercado de celulares inteligentes.

A Adobe declarou na quarta-feira que há tempos oferece uma versão leve do Flash dirigida a celulares menos poderosos que a nova geração de smartphones.

O presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, criticou duramente o Flash, definindo-o como pouco confiável e mal adaptado a aparelhos móveis como o iPhone e iPad. O executivo também questionou a segurança oferecida e seu consumo de energia.

Mas a Adobe alega que a mais recente versão do Flash vem ganhando terreno entre os fabricantes de celulares inteligentes apesar da resistência da Apple.

"Talvez não cheguemos ao iPhone e iPad", disse Anup Murarka, diretor de estratégia tecnológica da empresa em entrevista à Reuters, acrescentando que "por outro lado, temos visto crescimento constante em nossa base instalada e no uso do Flash, e prevemos que esse crescimento venha a se manter", disse.

Ao prever que o Flash Player estaria instalado em mais de 250 milhões de celulares inteligentes até o final de 2012, a Adobe anunciou que antecipa que 53 por cento dos celulares inteligentes que devem ser embarcados em 2012 estarão habilitados para o Flash.

Analistas setoriais preveem que mais de 200 milhões de celulares inteligentes sejam vendidos em 2010, e que perto de 10 por cento deles contarão com o Flash.

O novo Adobe Flash Player 10.1 logo estará disponível no sistema operacional Google Android "Froyo" 2.2 e Murarka, da Adobe, afirmou que outros celulares inteligentes em breve também adotarão a tecnologia.