16 de Junho de 2010 / às 14:08 / 7 anos atrás

Nintendo, Sony e Microsoft travam guerra nos videogames

Por Gabriel Madway e Franklin Paul

LOS ANGELES, 15 de junho (Reuters) - Os fabricantes consoles de videogame demonstraram novos e avançados dispositivos que permitem controlar jogos com movimentos do corpo, intensificando a batalha para apresentar o divertimento eletrônico a uma nova geração de usuários casuais.

Logo depois que a Microsoft anunciou o sistema Kinect, que opera com sensores que captam movimento de todo o corpo do usuário, a Nintendo revelou na terça-feira nova versão do portátil DS, que pode executar jogos e filmes em 3D sem necessidade do usuário usar óculos especiais.

E a Sony introduziu o "Move", que como o popular Nintendo Wii utiliza um controlador manual que pode funcionar como toda espécie de objeto no controle de jogos, de raquete de tênis a taco de beisebol. A companhia ainda prometeu para breve até 20 títulos em 3D para o PlayStation 3.

Os lançamentos e demonstrações do trio dos mais importantes fabricantes de consoles na E3 Expo, a mais importante feira anual do setor, esta semana em Los Angeles, prepararam o terreno para uma batalha ferrenha pela conquista de jogadores que não fazem parte da base tradicional de usuários de jogos eletrônicos.

Analistas disseram que a Microsoft causou o maior impacto, com uma plataforma revolucionária que não precisa de ajuda de um controlador e tem a clara missão de conquistar os jogadores casuais. A manobra da Nintendo para acrescentar recursos 3D ao portátil DS ajudará a sustentar sua posição de mercado.

O triunvirato que domina o mercado que movimenta 60 bilhões de dólares anuais está intensificando a batalha no momento em que o setor começa a se recuperar de uma queda de dois anos.

Analistas dizem também que a Sony, antiga líder nos bens eletrônicos de consumo que ficou para trás depois que Nintendo disparou na liderança com o Wii, conta com um sistema potencialmente vencedor, o Move, mas que caberá ao mercado decidir.

O Move parece imitar o sistema de jogos introduzido pela Nintendo com o Wii, mas a Sony argumenta que a precisão de sua tecnologia, capaz de capturar cada movimento e mudança na ação do braço, e a capacidade de empregar combinações de botões continuarão a satisfazer os jogadores mais dedicados.

"O sistema bem pode ser mais versátil que o Kinect, mas o desafio está em demonstrá-lo. A Sony tem o maior desafio pela frente e o mais longo caminho a percorrer", disse Billy Pidgeon, analista da M2.

"Continua sendo possível que a Sony saia vitoriosa, mas até o momento não demonstrou capacidade este ano", acrescentou.

NUVEM DE JOGOS

Outra tecnologia inovadora demonstrada na E3 foram os jogos em nuvem, hospedados e processados em servidores remotos, sem que o jogador precise comprar e instalar um jogo em um aparelho doméstico.

O serviço de jogos em nuvem OnLive anunciou títulos que incluem o Assassin's Creed e Mass Effect 2 armazenados em servidores da Dell e jogados via conexões de banda larga da operadora norte-americana AT&T, em computadores e em televisores, no futuro.

"Trata-se de um projeto muito ambicioso. Veremos como ele transcorre", disse Strauss Zelnick, presidente do conselho da Take Two Interactive. "Estamos falando de uma situação muito complexa, na qual até mesmo as menores latências ou incompatibilidades criarão problemas. Eles sentem ter resolvido esses problemas."

PONTO DE INFLEXÃO

As vendas do setor nos Estados Unidos, hardware, software e acessórios, caíram mais de 10 por cento de janeiro a abril deste ano, para 4,7 bilhões de dólares, de acordo com o grupo de pesquisa NPD.

Mas as novas tecnologias devem estimular os gastos com videogames. A PriceWaterhouseCoopers estima alta anual média de 6,5 por cento ao ano no mercado geral de videogames, excluído o hardware, para 20,7 bilhões de dólares em 2014, ante 15,1 bilhões de dólares em 2009.

"O sucesso ou fracasso dessas tecnologias determinará a saúde e crescimento de nosso setor nos próximos três anos", disse Jesse Divnich, analista da EEDAR.

A Nintendo demonstrou o 3DS na terça-feira. O aparelho conta com duas telas, uma delas sensível a toques, e três câmeras integradas, o que permite que a máquina registre fotos em 3D.

A Nintendo, que viu desaceleração nas vendas do Wii, console líder do setor, devido aos cortes de preços dos consoles rivais, não anunciou quando começarão as vendas ou revelou o preço de varejo, mas disse que o 3DS chegará às lojas antes de março de 2011.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below