16 de Junho de 2010 / às 20:00 / 7 anos atrás

Tecnisa aposta em estratégia digital para vender imóveis

Por Vivian Pereira

SÃO PAULO (Reuters) - Buscando se diferenciar em um segmento cada vez mais competitivo, a construtora e incorporadora Tecnisa passou a apostar na tecnologia como ferramenta para ampliar sua atuação e, consequentemente, suas vendas.

A empresa diz ser a primeira do setor a ter lançado mão da Internet para vender imóveis. Por meio do Twitter, já foram mais de 40 imóveis comercializados. Em fevereiro deste ano, concluiu a primeira venda por meio de um aplicativo do iPhone, da Apple.

A aposta em tecnologia, contudo, teve início antes do advento das redes sociais. Em 1998, a Tecnisa fez o lançamento de um empreendimento via Internet.

A companhia afirma participar de todas as mídias sociais, contando inclusive com um gerente de redes sociais para administrar sua presença na Web.

Recentemente, a Tecnisa firmou um acordo com a Apple para o fornecimento de 300 celulares inteligentes iPhone para seus corretores.

“A tecnologia é uma estratégia fundamental e prioritária para a empresa”, afirmou à Reuters o vice-presidente financeiro da Tecnisa, Leonardo Paranaguá. “O mercado não é mais como (era) 10 anos atrás e é preciso encontrar outros meios de atuação.”

Segundo o executivo, cerca de 30 por cento dos negócios da incorporadora têm origem na Internet.

De olho nos usuários de diferentes aparelhos, a companhia colocou no ar nesta quarta-feira a versão móvel de seu site, voltado a aparelhos celulares com acesso à Internet, principalmente smartphones.

Os recursos voltados à área digital, de acordo com Paranaguá, são integrantes do orçamento de marketing que, neste ano, deve superar 80 milhões de reais. “Os investimentos em mídia digital superam 10 milhões de reais por ano, em média.”

LOJAS DE RUA

Apoiada no aquecido segmento de imóveis populares, a Tecnisa também vem investindo na abertura de lojas de rua, ainda pouco comuns no mercado imobiliário no Brasil.

Em março deste ano, a empresa inaugurou uma unidade em Carapicuíba, região metropolitana de São Paulo, que já resultou na venda de cerca de 600 imóveis, com valor máximo de 250 mil reais.

A iniciativa deve originar outras lojas nos próximos anos em cidades das regiões Sul e Sudeste, além de uma unidade em um shopping center de Osasco (SP), de acordo com o diretor de marketing da Tecnisa, Rogério Santos.

“O que deu certo deve ser replicado... Podemos abrir loja em São Paulo também, se tivermos produtos econômicos na região”, afirmou Santos.

Para este ano, a Tecnisa tem a meta de contabilizar 2 bilhões de reais em lançamentos. Do total de imóveis, 50 por cento será destinado ao segmento econômico.

CONSOLIDAÇÃO

Questionado sobre possíveis movimentos rumo à consolidação, o vice-presidente financeiro da Tecnisa ressaltou que a empresa vem acompanhando o momento de “acomodação” pelo qual passa o setor imobiliário.

Segundo ele, a Tecnisa estuda formas de crescer de forma orgânica ou por meio de fusões e aquisições.

O executivo ponderou que, para ser levada adiante, essas possíveis operações devem garantir à Tecnisa posição de destaque no negócio e preservação de sua marca.

“Estar no controle não é uma condição, mas sim ser um acionista de relevância.”

A Tecnisa é controlada por Meyer Joseph Nigri, seu fundador, que detém 62 por cento do capital da empresa. As demais ações estão em circulação no mercado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below