Para Electronic Arts, menos é mais em videogames

quinta-feira, 17 de junho de 2010 09:13 BRT
 

Por Gabriel Madway

LOS ANGELES (Reuters) - A Electronic Arts defendeu a decisão de reduzir o número de lançamentos de jogos neste ano e concentrar suas atividades em menor número de títulos de sucesso e nos florescentes segmentos digital e móvel. A companhia afirma que se trata de uma resposta a uma mudança de realidade no setor de videogames, que movimenta 60 bilhões de dólares ao ano.

John Schappert, vice-presidente de operações da Electronic Arts, disse que a estratégia de fazer menos apostas, mas de maior valor, é sensata porque o mercado agora é dominado por um número mais baixo de jogos de grande sucesso que geram mais e mais receita por meio de conteúdo adicional para download.

E os números desanimadores de vendas que vêm incomodando o setor de videogames são enganosos, argumentou.

"O que está acontecendo em nível macro é que os cinco jogos mais vendidos agora representam total de vendas tão alto quanto o dos 10 jogos mais vendidos alguns anos atrás, e os 10 mais vendidos agora têm vendas que equivalem às dos 20 mais", disse Schappert em entrevista durante a E3, a mais acompanhada das exposições de videogames.

"O núcleo central dos consumidores está crescendo e eles estão gastando mais em download de conteúdo. O número de jogos comprador é menor, mas as pessoas jogam cada título por mais tempo, gerando monetização adicional", disse.

A EA lançará 36 títulos no ano fiscal de 2011, que se encerra em março, quase metade do total de dois anos atrás. A empresa teve um ano difícil em 2009, cortando funcionários e reduzindo carteira de jogos em meio a uma desaceleração setorial nas vendas de videogames e à continuada transição para os jogos digitais e casuais.

Em maio, a EA divulgou projeção de lucro em 2011, excluídos eventos extraordinários, da ordem de 50 a 70 centavos de dólar por ação, sobre faturamento de entre 3,65 bilhões e 3,9 bilhões de dólares. Mas a companhia vem enfrentando dificuldades para confirmar na prática essa previsão.

Antes de superar as previsões para o quarto trimestre fiscal, a empresa reduziu projeções e descumpriu metas financeiras por diversos trimestres anteriores.

 
<p>O presidente da Electronic Arts fala em Los Angeles. A Electronic Arts defendeu a decis&atilde;o de reduzir o n&uacute;mero de lan&ccedil;amentos de jogos neste ano e concentrar suas atividades em menor n&uacute;mero de t&iacute;tulos de sucesso e nos florescentes segmentos digital e m&oacute;vel. A companhia afirma que se trata de uma resposta a uma mudan&ccedil;a de realidade no setor de videogames, que movimenta 60 bilh&otilde;es de d&oacute;lares ao ano.14/06/2010.REUTERS/Gus Ruelas</p>