Motorola investirá em unidade de celulares após cisão,diz jornal

sexta-feira, 18 de junho de 2010 19:12 BRT
 

(Reuters) - A Motorola pretende antecipar o pagamento de dívidas e investir boa parte do dinheiro que restar no caixa após essa operação em sua unidade de celulares e conversores de televisão após sua cisão no primeiro trimestre de 2011, segundo informou o jornal Wall Street Journal.

A reportagem, que cita fontes não-identificadas, afirmou que a companhia irá recomprar a maioria de sua dívida, atualmente em 3,9 bilhões de dólares. O jornal afirmou que a Motorola investirá entre 3 e 4 bilhões de dólares de seu caixa na unidade de celulares.

A Motorola pretende dividir a empresa em duas, uma destinada a celulares e conversores, a Motorola Mobility, e outra para serviços de rede para grandes empresas, a Motorola Solutions.

A unidade de celulares da companhia vem passando por dificuldades com a concorrência de novos smartphones e não tem um aparelho hit de vendas desde 2004. Já suas operações de conversores sofrem com a economia fraca e sua divisão de equipamentos de rede sem fio teve perdas devido a uma recente consolidação de operadoras de telecomunicações.

Analistas afirmam que faz sentido a unidade de celulares ficar com boa parte do dinheiro da empresa, livre de dívidas para ajudá-la a se recuperar.

"(O setor de aparelhos móveis) não precisa de dívida, precisa de muito dinheiro para ajudá-lo a passar pela transformação", disse o analista da Fitch Ratings, Jason Pompeii.

A intenção da Motorola com a recompra de dívida é deixar as duas novas empresas com um balanço limpo, possibilitando aquisições das empresas ou pelas empresas, de acordo com o jornal.

(Reportagem de Sinead Carew em New York e Antonita Madonna Devotta em Bangalore)