Intel negocia acordo em ação por abuso de mercado

terça-feira, 22 de junho de 2010 11:06 BRT
 

LOS ANGELES, 22 de junho (Reuters) - A Intel e a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos apresentaram propostas para suspender o processo em que a agência norte-americana acusa a companhia de abusar de sua posição dominante no mercado, enquanto ambas negociam uma resolução.

Em dezembro, o governo dos EUA acusou a Intel de reprimir ilegalmente a competição, em uma ação que, segundo a agência, buscava impedir as práticas de marketing que têm ajudado a manter a empresa como maior fabricante mundial de chips por anos.

A comissão afirmou que a Intel tentou impedir a atuação de concorrentes em manobras que remontam a 1999.

Na segunda-feira, a Intel disse que, com as propostas, ambos os lados teriam até 22 de julho para discutir uma solução, mas que detalhes de qualquer acordo proposto são confidenciais.

A companhia recusou comentar essa declaração. O porta-voz Tom Beermann disse que, se ambos os lados não chegarem a um acordo, a comissão deve dar prosseguimento ao caso.

As rivais Advanced Micro Devices e Nvidia também acusaram a Intel de comportamento não competitivo. Em novembro, a companhia concordou em pagar 1,25 bilhão de dólares à AMD para solucionar a questão.