Império de Slim enfrenta dura regulação no México

segunda-feira, 28 de junho de 2010 18:16 BRT
 

* Serviço de TV é visto como vital para Telmex

* Rivais de Slim no México oferecem pacotes de serviços

* Televisa amplia concorrência ao grupo de Slim

Por Noel Randewich

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O magnata mexicano Carlos Slim consolidou seu império de telecomunicações para criar uma gigante na América Latina, mas no mercado doméstico, o México, os reguladores estão proibindo que ele ofereça serviço de TV por assinatura, vital para prevenir a fuga de clientes para rivais.

A operadora fixa de Slim no México, Telmex, vem perdendo espaço há tempos, e reguladores no México, onde as companhias de Slim representam quase toda a indústria de telecomunicações, tem recusado permitir que ele ofereça serviços de TV paga.

"A oferta de TV é muito importante para a Telmex, porque sem isso a empresa perde competitividade", disse o analista Andres Coello, do BBVA. "Se a Telmex não melhorar, vai se tornar um fardo no novo conglomerado América Móvil."

O governo mexicano quer que a Telmex reduza as tarifas que cobra de outras operadoras para que usem sua rede antes de permitir que Slim ingresse no mercado de TV por assinatura.

No começo deste mês, a América Móvil de Slim adquiriu quase toda a Telmex Internacional e a Telmex mexicana --ambas que já tinham o controle nas mãos do magnata.   Continuação...