Telefónica é barrada de votar em assembleia da Portugal Tel

quarta-feira, 30 de junho de 2010 08:19 BRT
 

LISBOA (Reuters) - O presidente da mesa da assembleia geral da Portugal Telecom decidiu que a Telefónica não pode votar na reunião sobre a oferta da espanhola pela participação detida pela empresa na Vivo, disseram acionistas.

Analistas tinham ponderado que caso a Telefónica não pudesse votar com a participação de 10 por cento que possui na Portugal Telecom teria suas chances de sucesso reduzidas. A assembleia foi iniciada com 68 por cento do capital da Portugal Telecom representado.

"A Telefónica, o Société Générale e o Medio Banca não podem votar na assembleia. Esta foi a decisão do presidente da mesa", disse à Reuters um acionista que preferiu não ser identificado.

A Telefónica precisa assegurar apoio de 50 por cento do capital mais um voto para conseguir sucesso na oferta que na terça-feira foi elevada de 6,5 bilhões para 7,15 bilhões de euros.