União Europeia vai investigar dumping de modems sem fio chineses

quarta-feira, 30 de junho de 2010 14:21 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - As autoridades regulatórias de comércio da União Europeia abriram na quarta-feira uma investigação sobre uma queixa de que modems sem fio produzidos na China estão chegando aos mercados da União por meio de dumping.

A Comissão Europeia, que responde pela política de comércio internacional do bloco de 27 países, anunciou ter recebido uma queixa da companhia belga Option, a única fabricante de equipamentos para conexão sem fio à Internet na Europa.

Os produtos sob investigação são conhecidos como modems wireless wide area networking (WWAN). Eles dispõem de antenas de rádio e oferecem conexão em padrão Internet Protocol (IP) a computadores.

"As provas iniciais oferecidas pelo queixoso demonstram que o volume e preços dos produtos importados sob investigação tiveram, entre outras coisas, impacto negativo," informou a Comissão em seu diário oficial.

O suposto dumping parece ter gerado efeitos adversos substanciais para o desempenho geral e a situação financeira da Option, afirmou a Comissão.

As autoridades regulatórias da União Europeia têm prazo de 15 meses para conduzir sua investigação. Caso a Comissão Europeia considere que os produtos foram vendidos a preços desleais, o que configura dumping, pode impor tarifas adicionais de importação.

(Por Bate Felix)