Setor de software no país deve retomar forte crescimento em 2010

quinta-feira, 8 de julho de 2010 12:43 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O setor de software no Brasil tem condições de crescer cerca de 20 por cento este ano em relação a 2009, recuperando ritmo observado há alguns anos, afirmou a Associação Brasileira de Empresas de Software (Abes), nesta quinta-feira, segundo a Agência Brasil.

De acordo com o presidente da Abes, Gerson Schmitt, a demanda para programas de computador no Brasil está aquecida e pronta para ultrapassar a alta 2,4 por cento registrada em 2009 sobre 2008, ano em que o setor no mundo cresceu apenas 0,89 por cento.

"A curva de crescimento do setor é muito forte", explica Schmitt. "Ela tem crescido a um ritmo de 20% ao ano, para mais. Então, nós acreditamos que deste ano em diante, o patamar típico do mercado retorna".

Segundo a Abes, o segmento no Brasil é o 12o maior mercado mundial, tendo movimentado 15,3 bilhões de dólares em 2009. O mercado nacional é formado por 94 por cento de micro e pequenas empresas.

Para Schmitt, dois dos entraves são a carência na formação de profissionais e o custo de produção nacional. Segundo números do IBGE, há uma falta de formação no setor acima de 50 mil profissionais qualificados e, segundo a Abes, o custo de produção de software no Brasil é mais caro do que na Índia ou Vietnã, concorrentes diretos da produção brasileira.

"O Brasil tem condições de estar entre os cinco ou seis primeiros em termos de mercado de tecnologia da informação", aponta Schmitt, explicando que o PIB e a área de cobertura são fatores positivos em favor de um crescimento maior no país.

(Reportagem de Rodolfo Barbosa)