Inventor da "caixa preta" de aviões morre aos 85 anos

quarta-feira, 21 de julho de 2010 14:28 BRT
 

CANBERRA (Reuters) - Um cientista australiano que inventou o equipamento de gravação de dados de voo conhecido como "caixa preta" morreu aos 85 anos, afirmaram autoridades de defesa nesta quarta-feira.

David Warren, cujo pai foi morto em um acidente de avião em 1934 na Austrália, foi cientista do Aeronautical Research Laboratories, em Melbourne.

Ele teve a ideia da máquina capaz de gravar as vozes dos pilotos e dados dos instrumentos do avião, que é ao mesmo tempo à prova de impactos e fogo, depois de ajudar a investigar o misterioso acidente do primeiro avião comercial de passageiros a jato do mundo, o Comet, em 1953.

Warren projetou e construiu o primeiro protótipo da caixa preta em 1956, mas levou cinco anos para que o valor de sua invenção fosse percebido.

Depois, foi preciso mais cinco anos para que autoridades australianas regulamentassem o uso de gravadores de dados de voo nos cockpits dos aviões do país.

"O aparelho moderno de hoje equivalente ao engenho do Dr. Warren é o testemunho de seu trabalho pioneiro", disse o Departamento de Defesa da Austrália em comunicado.

Em 2008, a companhia aérea australiana Qantas, batizou um superjumbo A380 em homenagem ao cientista.

Warren, que morreu na segunda-feira, deixou esposa, quatro filhos e sete netos.