Europa abre investigação anti-truste contra IBM em mainframes

segunda-feira, 26 de julho de 2010 10:58 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - O órgão regulador de comércio da União Europeia abriu dois processo anti-truste nesta segunda-feira contra a International Business Machines, por suspeita de abuso de posição dominante no mercado de mainframes.

Uma das investigações segue queixas das fabricantes de software T3 e Turbo Hercules contra as práticas da IBM, e tem como foco analisar a relação entre mainframes e o principal sistema operacional da gigante norte-americana.

"A Comissão Europeia tem receios de que a IBM possa ter realizado práticas anti-competitivas com intenção de convergir o mercado para serviços de manutenção... particularmente restringindo ou atrasando o acesso a peças de reposição para as quais a IBM é a única fonte", disse a Comissão, que pode multar empresas que violam as regras comerciais do bloco.

Mainframes são poderosos computadores usados por grandes empresas e instituições do governo para armazenar e processar informações importantes.

Em 2009 foram investidos, em todo o mundo, aproximadamente 10,97 bilhões de dólares em novos hardwares de mainframe e sistemas operacionais.

A IBM afirmou que tem intenção de cooperar com a UE nas investigações e que a Microsoft está envolvida nas queixas de anti-truste, encabeçando as acusações contra a fabricante de hardware.

(Reportagem de Marcin Grajewski)