Vendas de chips devem atingir recorde de US$310 bilhões no ano

terça-feira, 3 de agosto de 2010 10:37 BRT
 

SEUL, 3 de agosto (Reuters) - As vendas mundiais de chips devem aumentar em ritmo mais forte que o esperado, em 35 por cento, para o recorde de 310 bilhões de dólares este ano, em decorrência de preços firmes e demanda robusta por smartphones e televisores de tela plana, informou uma empresa de pesquisas nesta terça-feira.

"As vendas de semicondutores estão recebendo uma injeção de hormônio do crescimento em 2010 por causa de uma série de fatores, incluindo aumento de preços... e demanda por maiores capacidades de memória em produtos como smartphones e televisores LCD", afirmou o vice-presidente da iSuppli, Dale Ford, em nota.

A empresa previa, em maio, que as vendas globais de chips cresceriam 31 por cento este ano.

Chips de memória para computadores, chamados de DRAM, devem contribuir para o maior crescimento do setor, ao avançarem mais de 86 por cento, enquanto chips NAND, utilizados em telefones celulares e câmeras digitais, devem crescer cerca de um terço desse volume.

Em bases trimestrais, a iSuppli prevê que as vendas de chips saltarão para 81,5 bilhões de dólares no terceiro trimestre e a 81,8 bilhões de dólares no quarto, contra 76,4 bilhões de dólares no segundo.