BlackBerry ganha mais tempo na Arábia por progressos atingidos

terça-feira, 10 de agosto de 2010 10:28 BRT
 

JIDÁ, Arábia Saudita (Reuters) - A Research In Motion obteve nesta terça-feira um adiamento da ameaça de ter o serviço de mensagens de texto do BlackBerry banido da Arábia Saudita, que considerou estar havendo progresso por parte da empresa em solucionar as preocupações daquele país.

Maior mercado da companhia no Golfo Pérsico, com 700 mil usuários, a Arábia Saudita ameaçou banir o serviço de mensagens na última sexta-feira, dando à RIM o prazo até segunda-feira para testar os servidores junto a empresas locais.

"Considerando os resultados positivos em concluir parte das exigências regulatórias por parte de provedores, a autoridade regulatória decidiu permitir a continuidade dos serviços do BlackBerry Messenger", afirmou o órgão em nota à agência de notícias estatal saudita.

A empresa "continuará trabalhando com provedores do serviço para completar o restante das exigências regulatórias", afirmou a Comissão de Comunicação e Informações de Telecomunicações.

O órgão regulador não especificou se havia atingido um acordo explícito com a RIM.

Se ambos lados chegarem a um consenso, analistas estimam que o órgão desistirá do plano de banir o serviço de mensagens, embora a instalação de servidores locais ainda possa interrompê-lo esta semana.

(Por Asma Alsharif)