Asustek corta meta de vendas por temores sobre Europa

sexta-feira, 13 de agosto de 2010 16:31 BRT
 

TAIPEI (Reuters) - A fabricante pioneira de computadores netbooks Asustek registrou um lucro trimestral pior que o esperado e cortou suas previsões de vendas de notebooks para este ano, devido à perspectiva incerta dos mercados europeu e norte-americano.

A Asustek afirmou nesta sexta-feira que esperava vendas, tanto de notebooks quanto de netbooks, de 4,1 milhões de unidades no terceiro trimestre, ante as 3,9 milhões produzidas no segundo trimestre.

O vice-presidente financeiro da companhia, David Chang, disse que as vendas da empresa devem crescer entre 5 e 10 por cento no atual trimestre em relação ao anterior, enquanto que as vendas totais em 2010 devem atingir de 16 milhões a 17 milhões de unidades, abaixo da meta anterior de 18 milhões.

"As margens não foram muito positivas no segundo trimestre e isso se deve, principalmente, à questão cambial. Parece que a demanda não será muito forte no segundo semestre", disse a analista Angela Hsiang, da KGI Securities.

"Estávamos acostumados a ver uma alta de 20 por cento nas vendas do terceiro trimestre (em relação ao trimestre anterior), e o crescimento deste ano está visivelmente pior que nos últimos anos", acrescentou.

As vendas de produtos tecnologia das fabricantes às redes varejistas geralmente aumentam no terceiro trimestre devido à demanda da volta as aulas e às compras antes da temporada de Natal, e depois tendem a diminuir no quarto trimestre.

A Asustek, que também fabrica placas-mãe e celulares de marca própria, registrou lucro líquido de 3,32 bilhões de dólares de Taiwan (104 milhões de dólares) de abril e junho, revertendo prejuízo um ano antes, quando a empresa sofreu perdas devido variações cambiais.

(Reportagem de Baker Li)