Ações de HP e Dell recuam por temores com gastos em tecnologia

sexta-feira, 20 de agosto de 2010 17:26 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - As ações da Hewlett-Packard e da Dell caíram nesta sexta-feira depois que analistas cortaram suas metas de preço para as duas maiores fabricantes de PCs dos Estados Unidos após as empresas divulgarem, na véspera, seus resultados trimestrais.

As companhias reportaram na quinta-feira forte demanda de clientes corporativos por hardware, mas os resultados também indicaram uma demanda fraca entre consumidores.

Embora os comentários sobre gastos corporativos tenham sido positivos no geral, investidores continuam incertos em relação à economia como um todo e à demanda por produtos do setor de tecnologia.

As ações da HP chegaram a cair até 3,5 por cento na Bolsa de Nova York, atingindo seu nível mais baixo em 52 semanas, aos 39,33 dólares, com investidores mantendo o pé atrás em meio a incertezas sobre a busca da companhia por um novo presidente-executivo.

Desde a repentina renúncia do CEO Mark Hurd em 6 de agosto, as ações da HP tiveram baixa de 14 por cento.

A HP informou alta de 6 por cento no lucro do terceiro trimestre fiscal, e um crescimento de 11 por cento nas vendas, impulsionadas pela forte demanda por servidores, PCs e impressoras.

Já a Dell superou expectativas com suas projeções de lucro e receita do segundo trimestre e disse esperar que a demanda por PCs entre clientes corporativos se mantenha estável nos próximos meses.

Mas a margem bruta da empresa ficou abaixo do esperado, algo que vem ocorrendo com frequência nos últimos trimestres. A Dell, que é a terceira maior fabricante de PCs do mundo, tem tido dificuldade para melhorar seus níveis de lucratividade me meio à queda dos preços de computadores.

As ações da companhia registraram queda de 0,5 por cento no começo da tarde na Nasdaq. Este ano, os papéis da Dell já perderam 15 por cento do valor.

(Reportagem de Gabriel Madway)