Panasonic diz que altas metas de vendas de TV geraram excedente

terça-feira, 31 de agosto de 2010 14:13 BRT
 

Por Isabel Reynolds e Reiji Murai

TÓQUIO, 31 de agosto (Reuters) - As metas ambiciosas de vendas de televisores deixaram os fabricantes com um estoque de painéis que está derrubando os preços à medida em que a produção excedente é escoada, afirmou o chefe da unidade de TVs da Panasonic nesta terça-feira.

"Os grandes fabricantes e os chineses tinham planos muito ousados, mas o mercado deve crescer aproximadamente 120 por cento ante o ano passado", disse à Reuters Yoshiiku Miyata, que dirige a divisão de televisores da Panasonic. Os próprios estoques da Panasonic estão em níveis normais ou baixos, acrescentou.

No entanto, o excesso de oferta por parte dos fabricantes derrubará os preços de toda a indústria, pressionando as margens de lucro até as fabricantes conseguirem ajustar a produção à demanda menor que a esperada.

Alguns fabricantes elevaram suas metas de vendas em 50 ou 60 por cento para o ano fiscal que termina em 31 de março, explicou Miyata. A Panasonic tem uma posição mais cautelosa e projeta alta de 30 por cento para as vendas em relação ao ano anterior, para 21 milhões de aparelhos.

"Acho que as previsões das fabricantes eram muito altas. O maior ponto para nós é lucro. Não estamos simplesmente fazendo de tudo para vender mais. Nós tínhamos um plano moderado e acho que seremos pouco afetados", acrescentou.

As vendas de televisores de tela plana estão perdendo força nos Estados Unidos, Europa e China, mas permanecem saudáveis no Japão, em parte graças a um incentivo do governo, disse Miyata.

A Panasonic espera que a resistência do mercado doméstico e dos emergentes ajude a empresa a colocar sua unidade de televisores no azul no segundo semestre fiscal.