Índia diz que pedirá acesso a dados do Google e do Skype

quarta-feira, 1 de setembro de 2010 10:06 BRT
 

NOVA DÉLHI, 1o de setembro (Reuters) - A Índia irá solicitar ao Google e ao Skype que configurem seus servidores no país permitindo acesso aos dados de Internet, afirmou um representante de um ministério local nesta quarta-feira.

Repercutindo receios levantados por diversos outros países, a Índia já afirmou que deseja ter meios para rastrear e ler por completo os dados de email e acesso à Internet do BlackBerry, que o governo teme que possam ser usados por militantes.

A fabricante do BlackBerry, a Research In Motion, dará ao governo indiano acesso aos dados sigilosos do BlackBerry a partir desta quarta-feira, afirmou uma fonte oficial esta semana, levando Nova Délhi a descartar a decisão de desativar o smartphone no país.

O secretário geral G.K. Pillai disse a jornalistas que uma exigência similar será feita ao Google e ao Skype, tendo enviado solicitações a ambos, mas sem especificar prazos.

A reputação do BlackBerry foi construída com base na segurança de seu sistema, e as pressões de governos poderiam afetar a popularidade do aparelho junto a empresas e políticos.

A Apple e a Nokia, duas maiores concorrentes da RIM no ramo de smartphones, teriam muito a ganhar caso a Índia bloqueasse os serviços do BlackBerry. A Nokia havia dito na segunda-feira que hospedaria um servidor na Índia a partir de 5 de novembro.

(Reportagem de C.J. Kuncheria)