LG Electronics vê 2o semestre mais difícil para eletrodomésticos

quarta-feira, 1 de setembro de 2010 10:35 BRT
 

SEUL, 1o de setembro (Reuters) - A LG Electronics prevê condições mais difíceis para sua divisão de eletrodomésticos no segundo semestre, devido à fraca demanda vinda da Europa e às crescentes pressões de preço, afirmou um executivo da empresa nesta quarta-feira.

A terceira maior fabricante mundial de eletrodomésticos, atrás da norte-americana Whirlpool e da sueca Electrolux, também anunciou planos de investir 70 milhões de dólares até 2015 para elevar sua produção na Polônia.

"O segundo semestre será um pouco mais difícil que o primeiro porque os custos das matérias-primas continuam a subir e a demanda geral se enfraqueceu, em função dos problemas de dívida na Europa," disse Lee Young-ha, presidente-executivo da divisão de eletrodomésticos, principal fonte de lucros do grupo.

"Daqui para frente, buscamos elevar as margens para cerca de 10 por cento e aumentar nossa participação de mercado em 2 pontos percentuais no ano que vem, contra os 11 a 12 por cento estimados para este ano, fortalecendo nossa marca e aumentando a credibilidade dos produtos", acrescentou.

A divisão de eletrodomésticos teve margem operacional de 6,8 por cento no segundo trimestre.

(Por Miyoung Kim)