Navigon antecipa queda no mercado europeu de navegadores

segunda-feira, 6 de setembro de 2010 10:24 BRT
 

Por Tarmo Virki

BERLIM (Reuters) - O volume do mercado europeu de aparelhos pessoais de navegação (PND, na sigla em inglês) deve cair ainda mais no ano que vem, depois dos 10 por cento de queda deste ano, disse o presidente-executivo da Navigon, a terceira maior produtora europeia desse tipo de aparelho.

A Navigon antecipa que em 2011 o mercado caia ligeiramente em número de unidades, em menos de 10 por cento, disse Egon Minar à Reuters, acrescentando que as diferenças entre os países são grandes e que em alguns mercados a demanda começou a se recuperar.

"O potencial de crescimento ainda está lá", disse Minar em entrevista, acrescentando que nas cinco últimas semanas o mercado cresceu em ritmo anualizado de 10 por cento, em termos de volume, na Alemanha.

A Navigon, que tem posição forte nos países de fala alemã, detém 9 por cento do mercado europeu, bem atrás das líderes TomTom e Garmin.

Minar disse que a companhia tem por objetivo alcançar fatia de mercado de 10 por cento até o final do ano e elevá-la em 1 ponto adicional ao ano depois disso.

"O mercado está se consolidando. No final, restarão quatro grandes participantes", disse Minar durante a feira de bens de consumo eletrônicos IFA, em Berlim.

"O mercado precisa ter três ou quatro empresas em disputa; duas não é o bastante para o varejo; os comerciantes não gostam disso", declarou.