Presidente da Infineon acaba com expectativa de bonificação

segunda-feira, 6 de setembro de 2010 15:10 BRT
 

MUNIQUE (Reuters) - Pouco depois de separar-se de sua unidade de processadores para aparelhos móveis, vendida para a Intel, a Infineon não tem intenção de bonificar seus acionistas, seja com dividendo especial ou com recompra de ações.

"Assim estamos na posição de investir mesmo em um cenário econômico desfavorável, como os concorrentes já fizeram na crise passada", afirmou o presidente-executivo Peter Bauer ao Frankfurter Allgemeine Zeitung, em artigo a ser publicado na edição de terça-feira.

O lucro obtido com a venda de 1,4 bilhão de dólares equivale a um valor na casa das centenas de milhões de euros, disse Bauer.

Mesmo que visto como próspero e reconhecido por sua tecnologia, o negócio de chipset é considerado carente de fundos necessários para investir em pesquisa e desenvolvimento necessários para manter o ritmo dos concorrentes.

Investidores receberam positivamente a venda, na expectativa de um dividendo especial que seria bem vindo pelos acionistas da Infineon, que não são embolsados há anos.

(Reportagem de Jens Hack)