Filme "Resident Evil" usa 3D para envolver espectadores

quinta-feira, 9 de setembro de 2010 10:00 BRT
 

Por John Gaudiosi

SAN DIEGO, Estados Unidos (Reuters) - Os adeptos dos videogames estão mergulhando em mundos virtuais, e por isso os cineastas que transformam os jogos em filmes planejam mantê-los envolvidos por meio do uso da tecnologia 3D.

"Resident Evil: Afterlife", da Sony Pictures, que estreia em 10 de setembro, é o primeiro filme baseado em videogames filmado em 3D estereoscópico.

Paul W. S. Anderson, produtor, diretor e roteirista do trabalho, usou as mesmas armações de câmera empregadas por James Cameron em "Avatar", para levar o quarto título relacionado à série de videogames de horror e sobrevivência às telas.

"Escrevi no roteiro coisas que eu sabia que funcionariam bem em 3D, com cenas passadas em túneis, poços de elevador e panoramas externos e abertos", disse Anderson, que esteve envolvido na concepção dos quatro filmes da série.

"É por isso que Milla tem um avião neste filme, para que eu pudesse filmar sobre aquelas fantásticas geleiras do Alasca, um pequeno avião sobre aquela imensa paisagem branca", acrescentou.

Anderson diz que particulados soltos no ar funcionam bem em 3D, e por isso incluiu chuva e fumaça no roteiro, igualmente, bem como sequências subaquáticas para acentuar a experiência.

Antes que começassem as filmagens de "Resident Evil: Afterlife", a produtora japonesa de videogames Capcom lançou "Resident Evil 5" em 3D estereoscópico, para os jogadores que disponham da tecnologia NVIDIA 3D Vision.

O público masculino no qual a Sony Computer Entertainment America e a Sony Electronics estão apostando com a nova atualização 3D para o PlayStation 3 é o mesmo que vem impulsionando as vendas de ingressos bem mais caros de exibições em três dimensões,

"Quase todos os jogos que estão sendo adaptados para o cinema servem bem a esses filmes grandes e atraentes e baseados em efeitos especiais", disse Ari Arad, que está produzindo novas adaptações cinematográficas de videogames, entre as quais "Lost Planet", "EverQuest", "Twisted Metal", "Infamous" e "Uncharted: Drake's Fortune."

"Embora dramas e comédias também devam sair em 3D no futuro, se você vai investir os recursos e criar um produto em 3D, o produto certo são os filmes de ação, horror, aventura, ficção científica e fantasia, e a maioria das adaptações de videogames se enquadra a esses gêneros", disse.