Serviço de hospedagem retira do ar site de pastor dos EUA

quinta-feira, 9 de setembro de 2010 19:27 BRT
 

MIAMI (Reuters) - O desconhecido pastor cristão norte-americano que planejava queimar cópias do Alcorão no sábado, aniversário dos ataques de 2001 nos Estados Unidos, teve seu site retirado da ar pelo servidor que hospedava a página na Internet.

Dan Goodgame, porta-voz do popular serviço de hospedagem Rackspace Hosting, disse que os dois sites operados pela igreja Dove World Outreach Center, do pastor Terry Jones, da Gainesville, Flórida, foram retirados da Internet na noite de quarta-feria.

Jones chamou a atenção internacional e recebeu muitas críticas ao dizer que, como cristão norte-americano, tem o direito de queimar o livro sagrado islâmico porque "ele está cheio de mentiras".

Um dos sites da igreja protestante de aproximadamente 30 integrantes estava registrado sob o domínio de "O Islã é do Demônio", e era usado para gerar publicidade sobre a queima do Alcorão no sábado.

Goodgame afirmou que a Dove World Outreach Center violou a cláusula contra "incitação ao ódio" de seu contrato com o Rackspace.

O que fizemos foi anular seu contrato como clientes do Rackspace porque eles violaram o contrato", disse Goodgame.

Ele afirmou que a companhia recebeu uma reclamação sobre o conteúdo publicado no site, mas não informou quem fez o pedido.

Ele afirmou ainda que os executivos do Rackspace, que conta com mais de 100 mil clientes corporativos em 140 países, não sabiam que a igreja era um cliente até receberem a reclamação há alguns dias.

"Checamos a alegação e determinamos que os dois sites violavam cláusulas de incitação ao ódio de nossa política de uso", disse Goodgame.

"Não queremos restringir os direitos de expressão de ninguém. Apenas sentimos que, como empresa, temos o direito de determinar nossas regras", acrescentou.

(Reportagem de Tom Brown)